Portos e Terminais
Porto de Vila do Conde
 

Localização

Latitude:     01° 32' 37.2" S
Longitude:
48°  44' 47.4" W

O Porto de Vila do Conde, situado na Ponta Grossa, município de Barcarena, Estado do Pará, à margem direita do Rio Pará, a uma distância fluvial de 55 km de Belém e a cerca de 3,3 km a jusante da Vila Murucupi, nova denominação da antiga Vila do Conde, em frente à baía de Marajó, formada, dentre outros, pela confluência dos rios Tocantins, Guamá, Moju e Acará. Está integrado ao Complexo Portuário Industrial de Vila do Conde.

Acessos

Acessos Rodoviários: A ligação de Belém ao Porto de Vila do Conde pode ser feita pela BR-316 até o Município de Marituba, seguindo após pela Alça Viária até entrocamento com a PA-151 e daí para a Vila do Conde no km 2 da PA-481. Todo o trajeto tem 120 km.

Acesso Rodo-fluvial: É realizada através da travessia em balsas, serviço 24 horas, até o Terminal do Arapari (10km~1h). Desse local tomando a rodovia PA-151 até o entroncamento com a PA-483, (~22km), prosseguindo até o km 2 da PA-481 (~20km).

Acesso Fluvio-marítimo: através da barra do rio Pará, que deságua no Atlântico, com 500 m de largura e 170km de extensão.

 


Histórico

Inaugurado pela Companhia Docas do Pará – CDP, em 24 de outubro de 1985, o Porto de Vila do Conde está localizado na cidade de Barcarena, às margens da Baía do Marajó. Nesse município está implantado um distrito industrial adjacente ao porto, onde entre outros se encontra o Complexo Alumínico constituído pelas unidades da Alunorte – Alumina do Norte do Brasil S.A., Albrás – Alumínio Brasileiro S.A, Alubar – Alumínios de Barcarena S.A, bem como, os terminais privados caulinífero, constituído pela Imerys Rio Capim Caulim S.A. e de granéis sólidos, constituído pela ADM Portos de Pará e Bunge os quais pertencem ao Porto Organizado de Vila do Conde.

Muitos fatores transformam o porto em uma eficiente ligação da região com o resto do mundo em vista de seu privilegiado posicionamento geográfico, bem como a grandes extensão de frente acostável com seus 10 berços de atracação com profundidade entre 12 m a 23 m, fácil acesso marítimo, fluvial e rodoviário, ampla disponibilidade de áreas para expansão.

 


Instalações

O Porto de Vila do Conde abrange uma área territorial de 3.748.891,74 m². Seu território é constituído de vias de tráfego asfaltadas e iluminadas disponíveis à utilização para movimentação de cargas.

Estruturas de acostagem: o porto dispõe de três instalações acostáveis distintas, a saber: Terminal de Múltiplo Uso 1 – TMU-1 destinado à atracação de navios, Terminal de Graneis Líquidos – TGL destinado a atracação de navios e barcaças e Terminal Rodo-fluvial destinado a atracação com barcaças.

TMU-1: instalação acostável configurado em formato de "T", construída em concreto pré-moldado, assentes sobre estacas inclinadas, executados em concreto armado, sendo composto pelo píer 100, localizado à esquerda das pontes de acesso, possuindo dois berços paralelos e pelos píeres 200, 300 e 400, localizados a direita e no mesmo alinhamento píer 100, também com dois berços paralelos cada um. Os píeres possuem cabeços de amarração com capacidade para 90 t e defensas elásticas instaladas nos berços externos e no berço 102 para receber navios de até 60.000 TPB e nos berços internos para navios de até 45.000 TPB.

Píer 100: possui dois berços de atracação, sendo o berço externo 101 com 293m de extensão, comprometido e aparelhado com equipamentos para movimento de bauxita (cabotagem), e berço interno 102 com 252m de extensão, destinado a exportação de alumina e importação de coque e piche (longo curso) e carga geral, arrendado Alunorte (prioridade de atracação para os navios agenciados pela ALUNORTE) - utilizados nas plantas industriais do pólo aluminífero, Alunorte S/A e Albrás S/A. Neste berço, também se processam as operações com carga geral em fluxos de exportação tais lingotes de alumínio em volumes de cargas unitizados.

Píer 200: possui dois berços 201 e 202 com extensão de 210m, sendo no berço 201 realizadas operações de carga geral e granel sólido e no berço 202 operam com carga geral.

Píer 300: possui dois berços 301 e 302 com extensão de 254m, sendo o berço 301 preferencial para descarga de navios com contêineres e o berço 302 para operações de carga geral.

Píer 400: possui dois berços 401 e 402 com extensão de 254m, sendo no berço 401 realizadas operações de carga geral e contêineres e no berço 402 operam com carga geral.

Terminal de Granel Líquido - TGL: equipado com uma ponte metálica de dois pavimentos com 1.309m de comprimento que liga o continente a plataforma de acostagem, onde o primeiro pavimento se destina ao tráfego de carros utilitários e o segundo para instalação das tubovias, bem como, duas plataformas de acostagem constituídas por laje e blocos assentes sobre estacas, executadas em concreto armado, destinadas as operações com navios e barcaças. A plataforma de navios conta com o berço 501 destinado para navios de até 60.000 TPB que operam na descarga de soda cáustica e óleo combustível e a plataforma de barcaças conta com o berço 502 destinado para barcaças de até 12.000 TPB que operam no carregamento de óleo combustível. O terminal possui oito dolfins constituídos por blocos assentes sobre estacas, executados em concreto armado, sendo quatro destinados à atracação/amarração e quatro à amarração.

Terminal Rodo-fluvial: possui uma rampa para barcaças, constituída por laje assente sobre pilares, executados em concreto armado, locada transversalmente ao rio, com extensão de 75m e que realiza operações com granel solido e carga geral.

 


Armazenagem

Armazém: 1 (um) coberto medindo 50mx150m, ocupando uma área de 7.500 m². Cobertura em telhas de alumínio e dotado de instalações para escritório.

Pátio: Externo ocupa uma área de 13.000 m² e outro para lingotes.

Dentro da área do porto: 4 (quatro) silos com capacidade de 13.500 toneladas, 2 (dois) armazéns de 7.500 m², 04 (quatro) tanques de armazenamento de graneis líquido e 02 pátios preparados em concreto armado para armazenagem de graneis e cargas gerais com áreas de 25.000 m² e 19.338 m² , sendo este dividido em 2 (duas) pilhas de 4.446,88 m² e 5.329 m² cada.

Fora da área do porto: 3 (três) silos de 30.000 toneladas. para estocagem de alumina; 6 (seis) silos, sendo dois com capacidade para 7.000 toneladas. Cada, 4 (quatro) silos com capacidade para 3.500 toneladas. cada, para estocagem de coque e 2 (dois) pátios para estocagem de bauxita com capacidade de 150.000 toneladas cada.

 

ÁREAS ARRENDADAS:

- IPIRANGA PRODUTOS DE PETRÓLEO-IPP: ocupa uma área de 20.000 m², e opera na movimentação de granéis líquidos;

- ALUBAR: indústria de processamento de artefatos de alumínio primário ocupa área de 18.000 m²;

- YARA BRASIL FERTILIZANTES: unidade de processo de fertilizantes e ocupa uma área de 25.000 m².

- CONVICON: ocupa uma área de 82.822 m², opera na movimentação de carga geral e contêineres. Área total pavimentada equivalente a 50.000 m² com mais 50.000 m² disponível para expansão, capacidade atual para 3.780 TEUs, com mais 3.780 TEUs para ampliação. Armazém coberto com 7.500 m². Disponibilidade para 50 tomadas "refeers"  para ligação de contêineres frigoríficados, podendo atingir até 400 tomadas.

 


Informações operacionais

A legislação dos portos institui responsabilidades, cabendo à Autoridade Marítima coordenar o estabelecimento de limitações operacionais nos portos e terminais de sua jurisdição e as Administrações dos Portos ou Terminais cabe fixar o limite da área sob sua responsabilidade para efeito de divulgação dos calados máximos recomendados, nos acessos e velocidade de trânsito, bem como divulgar informações de dragagem e balizamento.

Parâmetros técnicos para segurança da navegação e das operações portuárias.

Segurança na Navegação

 


Movimentação de Carga

O Porto de Vila do Conde tem sua vocação voltada para a operação com graneis minerais, registrando com isso suas maiores movimentações, tendo ainda os graneis agrícolas, líquidos, carga viva, carga geral e contêineres.

Estatística

 


Operadores portuários

Relação dos operadores portuários qualificados a atuarem nos portos da CDP.

Operadores Portuários

 


Contato

Administrador do Porto

Paulo Sérgio de Melo Gomes

E-mail:

pgomes@cdp.com.br

Supervisor Administrativo

Silvio Guilherme Lopes Portugal

E-mail:

silvio@cdp.com.br

Supervisor Operacional

Cláudio Anderson Teixeira Batista

E-mail:

cbatista@cdp.com.br

CNPJ

04.933.552/0009-60

Rodovia PA 481 – Km 2.3 - Barcarena/Pará

CEP.: 68447-000

Tel.: (91) 3754-5200 / 5207 / 5201        Fax: (91)- 3754-1176